Blog

Quais são as métricas mais importantes em logística?

26/04/2017

Na sua distribuidora, como você define qualidade? São muitas atividades importantes. Mas o que devo medir com mais atenção? Ter relatórios e indicadores constantes?

Necessidade de métricas

Em uma empresa, seja distribuidora de produtos ou qualquer outro segmento, podemos e devemos ter algumas métricas estratégicas para avaliação.

Afinal, como diz o autor William Deming, “o que não é medido não é gerenciado”. E sabemos onde a falta de gerenciamento pode nos levar.

Mas em específico na área de logística, o que devemos medir? Com quê um armazém deve se preocupar mais? Pois inúmeras atividades correm em paralelo dentro de um armazém.

 

Qualidade da operação

Em um estudo realizado dentro de armazéns, foi constatado a importância do controle da qualidade da operação, as rotinas mais relevantes dentro do armazém.

Dentro deste quesito, temos os seguintes aspectos para serem analisados:

  • Integridade do inventário
    • É a capacidade dos operadores de armazém manterem a precisão dos produtos em estoque. Tarefa árdua, pois exige ação sistemática apoiado por uma metodologia eficiente, e ainda, muito esforço dos operadores para manter o inventário físico coerente com o inventário do sistema. A experiência nos leva a crer que metodologia sem ação é apenas teoria, enquanto ação sem método é tempo perdido. As contagens de estoque devem ser cíclicas, e caso não seja viável a contagem de todo o estoque, o operador pode utilizar rotinas mais simples de conferência, por exemplo: Verificar a integridade apenas dos produtos classificados como A e B, ou seja, os mais relevantes. Outra boa prática é verificar a integridade sempre antes de fazer novos pedidos de compra, e já fazer os ajustes nos registros se forem necessários.
  • Eficiência do recebimento
    • Mede o tempo decorrido entre o recebimento físico dos produtos, o registro pelo sistema de gerenciamento e estarem devidamente prontos para as operações de separação/embarque. Este processo é chamado também de tempo da “doca ao estoque”. Um sinal muito ruim nos armazéns é quando nos deparamos com produtos descarregados e empilhados em qualquer lugar, sem conferência, e, operadores que não sabem exatamente onde armazená-los.
  • Integridade das entregas
    • É a precisão dos embarques até a entrega dos produtos para os clientes, sem avarias ou atrasos. Este item, além dos possíveis custos envolvidos com devoluções, impacta diretamente no relacionamento com o cliente. Pois é apenas neste aspecto que o cliente percebe toda a eficiência (ou não) da prestação do serviço. É essencial que o processo de separação e conferência das mercadorias seja checado por mais de uma pessoa, por meio de sistema computadorizado em um processo a prova de falhas. Medir se as entregas ocorreram dentro do prazo estimado, na qualidade esperada, é essencial para a saúde de um bom processo de logística.

Fonte: Ackerman, Ken. 350 dicas para gerenciar seu armazém. IMAM.

 

O que podemos fazer pela sua distribuidora?

Com know-how de anos de atuação no setor de distribuidoras, o software ERP Almmati Gestor oferece soluções especialistas para a atividade de distribuição de produtos.

O sistema une todas as tarefas essências de logística, apresenta métricas importantes e diversos relatórios gerenciais, tudo em um ambiente fácil de usar, intuitivo e eficaz.

Estes e muitos outros recursos para sua empresa!
Centenas de empresas confiam sua gestão nos softwares e consultorias da Almmati Sistemas.


Clique aqui e solicite uma demonstração. 
Fone: (45) 3035-3587
e-mail: comercial@almmati.com

 

Veja também:

O que os grandes autores ensinam sobre fluxo de caixa?

Série Relatórios de Gestão: Classificação ABC

6 Passos para Tornar sua Distribuidora Mais Eficaz!

DEIXE SEU COMENTÁRIO