Blog

Como saber se a empresa está lucrando?

21/03/2017

Série Relatórios de Gestão: DRE

É comum a confusão entre lucro e faturamento, sobretudo em pequenas empresas, justamente onde se faz urgente entender profundamente essa diferença.

Se você acha que não sofre deste mal, pergunte a si mesmo, qual foi seu lucro/resultado do mês anterior? Se você não sabe ou demorou muito para achar esta resposta, talvez este artigo possa lhe ser útil!

Muitas vezes a empresa tem um faturamento razoável, contas bancárias positivas, mas isso, por si só, não é o melhor indicador de resultados da sua empresa. Por quê? Por que estou vendo apenas uma parte pequena da história, e ignorando todo o resto.

Administração é uma ciência, não um jogo de opiniões. Basta ver a definição do mesmo (Wikipédia): “A Administração (português brasileiro) ou Gestão (português europeu) é a ciência social que estuda e sistematiza as práticas usadas para administrar. O termo administração significa direção, gerência. Ou seja, é o ato de administrar ou gerenciar negócios, pessoas ou recursos, com o objetivo de alcançar metas definidas.”.

Como toda ciência, possui inúmeros estudos e teorias baseadas na observação. Fruto destes estudos, temos uma ferramenta importantíssima para gestão de empresas chamada Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE). Conhecida também por outros nomes, com diversos modelos, porém, os principais elementos são comuns a todos os modelos. Veremos agora a composição desta importante ferramenta, que deve ser analisada periodicamente pelos gestores.

 

Composição da DRE:

  • Vendas (+): Valor total do faturamento oriundo de vendas.
  • Impostos (-): Valor dos impostos referente as vendas do período. Neste ponto, muito cuidado, pois existem muitos impostos que não são destacados em nota fiscal, e ficam, por assim dizer, quase invisíveis do gestor desatento, até que a guia de recolhimento chega, causando grande espanto. Ideal é sempre provisionar este valor para não ter surpresas.
  • Comissão (-): Valor dos comissionados que participaram das vendas no período.
  • Venda Líquida (=): Este resultado nos mostra basicamente suas vendas deduzindo os custos variáveis, ou seja, aqueles custos que a empresa tem quando ocorre uma venda.
  • CMV (-): Este é o custo total das mercadorias vendidas no período. Recomendamos o uso do custo médio para cálculo, que será abordado em outro artigo aqui no blog da Almmati Sistemas.
  • Margem (=): Este é valor sobrante da sua operação de venda, ou seja, a sobra depois de pagar tudo que diz respeito a venda (impostos, comissões, mercadorias, etc). A análise desta margem é muito importante, pois ela pode evidenciar problemas no seu método de precificação. Afinal, com preço muito baixo ninguém sobrevive. Em breve também terá um artigo sobre precificação em nosso blog.
  • Custo Fixo (-): Este é o valor total de todos os custos fixos, ou seja, aqueles que são independentes de ocorrer venda ou não (aluguel, honorários, salários, etc).
  • Resultado (=): Finalmente chegamos no resultado final. Este é o valor que vai evidenciar a saúde da sua empresa no período escolhido.

 

Erros comuns

  • É muito comum aos gestores terem dificuldade de mensurar impostos e comissões de um período. E realmente é uma tarefa árdua se for feita manualmente. O ERP Almmati Gestor faz estes cálculos para você, considerando o regime tributário de sua empresa bem como suas regras de comissionamento, para que tenha uma DRE correta.
  • Outro ponto importante, é entender que seu preço de venda é o responsável por cobrir todos os custos variáveis e fixos também. Muitas vezes a margem de lucro do produto é simplesmente “chutada”, torcendo para que pague todos os custos e sobre alguma coisa no fim do mês.
  • Não confunda DRE com fluxo de caixa ou saldo de banco. Se seu caixa é positivo, mas seu DRE aponta resultados negativos, fique alerta! Nenhum fluxo de caixa resiste a constante queda nos resultados de uma DRE. A DRE sinaliza exatamente como a empresa se saiu em um determinado período.
  • Ao contratar um software para sua empresa, não contrate o mais barato. Certamente o mais barato não vai lhe mostrar uma DRE. Também não faça estes cálculos manualmente em Excel, pois embora seja possível, um gestor deve otimizar seu tempo, o máximo possível, para fazer as coisas que as máquinas não podem substituí-lo.

 

O que a Almmati Sistemas pode fazer por você?

Com Know-how de anos de atuação, somos responsáveis pela gestão de centenas de empresas. Nosso software de gestão ERP Almmati Gestor fornece dezenas de relatórios gerenciais, pois nossa preocupação sempre foi automatizar o setor operacional, mas não só isso, também suprir os gestores com ferramentas modernas, análise de dados e relatórios gerenciais, com um único objetivo: Tornar sua empresa mais eficaz e lucrativa.

Também entendemos que as empresas são diferentes, com necessidades diferentes. Por isso além de dezenas de relatórios padronizados que disponibilizamos, também personalizamos relatórios para gestores, consultores, auditores, para que possam extrair o máximo possível da nossa solução de gestão.

Além da ferramenta ERP Almmati Gestor, contamos com profissionais capacitados e periodicamente treinados para implantar todos os recursos da ferramenta. Seus colaboradores operacionais serão treinados para alimentar os dados corretos, da forma correta, e automaticamente os relatórios gerenciais estarão disponíveis para análise dos gestores.

 

Exemplo de DRE:

 

Estes e muitos outros recursos para sua empresa!
Centenas de empresas confiam sua gestão nos softwares e consultorias da Almmati Sistemas.


Clique aqui e solicite uma demonstração. 
Fone: (45) 3035-3587
e-mail: comercial@almmati.com

 

Veja também:

O que os grandes autores ensinam sobre fluxo de caixa?

Série Relatórios de Gestão: Classificação ABC

6 Passos para Tornar sua Distribuidora Mais Eficaz!

DEIXE SEU COMENTÁRIO